Espanhol gratuito: escola Washington recebe inscrições para curso no segundo semestre

Os 151 Centros de Estudos de Línguas (CELs) da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) estão com inscrições abertas para as aulas do segundo semestre de 2024. Em Arujá, a Escola Estadual Washington Luiz Pereira de Souza tem um CEL que está com inscrições abertas para o curso de espanhol.
Nos centros, são oferecidas aulas gratuitas de inglês, espanhol, alemão, francês, italiano, japonês, mandarim, além de aulas de português para estrangeiros e Libras (Língua Brasileira de Sinais).
No Vale do Paraíba, 12 unidades são sede dos centros de línguas. Elas estão localizadas nas cidades de São José dos Campos, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, Jacareí, Cruzeiro, Cunha, Arujá, Campos do Jordão, Tremembé e Caçapava.
Os cursos de inglês e mandarim são ofertados exclusivamente para alunos do Ensino Médio e têm três anos (seis semestres) de duração. Os cursos de espanhol, alemão, francês, italiano, japonês e mandarim têm módulos semestrais, três anos de duração, e podem ser frequentados por estudantes a partir do 7º ano do Ensino Fundamental, assim como por estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e dos Centros Estaduais de Educação de Jovens e Adultos (CEEJAs). As aulas de Libras são abertas a estudantes a partir do 7º ano do Ensino Fundamental, mas têm três semestres de duração. As aulas de português como língua estrangeira estão disponíveis para estudantes a partir do 6º ano do Ensino Fundamental e são ministradas por um ano e meio.
Nos CELs, as aulas são presenciais. Os estudantes interessados em um dos cursos de idiomas gratuitos da Seduc-SP devem se dirigir a um dos CELs de sua região, portando documento de identidade com foto e comprovante de endereço. Não é necessário estudar naquela escola nas aulas regulares para ser aluno do CEL.
Letícia Longo Buena, assessora de projetos da equipe de desenvolvimento curricular da Seduc-SP, destaca os ganhos para os estudantes que frequentam os cursos de línguas: “Os Centros de Estudos de Línguas são um projeto que existe na Secretaria da Educação há mais de 30 anos. Nesses centros, os estudantes têm a chance de explorar aprendizados que abrangem diversas culturas e sociedades, ampliando assim seus conhecimentos nas línguas estudadas e contribuindo para a sua formação. Ao estudar inglês, espanhol, francês e muitos outros idiomas nos CELs, os estudantes da rede pública têm a oportunidade de abrir portas para um futuro ainda mais promissor. Muitos dos alunos do projeto seguiram carreiras em diversas áreas, encontraram amplas oportunidades no mercado de trabalho e participaram de viagens e intercâmbios internacionais, e tudo isso ainda fica registrado em seu histórico escolar, junto com o certificado de conclusão do curso”.

Serviço
Cada unidade tem autonomia para formar suas turmas, divulgar o resultado das inscrições e organizar os dias e horários das aulas.
No portal da Secretaria da Educação é possível conferir a lista de CELs no site https://www.educacao.sp.gov.br/centro-estudo-linguas, os idiomas ofertados em cada um deles e seus respectivos endereços.
Em Arujá, a Escola Estadual Washington Luiz Pereira de Souza fica na Rua Washington Luiz Pereira de Souza, 27 – Centro.

Compartilhar

Mais notícias

Arujá é referência ao ser escolhida pelo Governo do Estado por projeto referência do Fundo Social de Solidariedade

O Fundo Social de Solidariedade de Arujá obteve uma importante conquista no último dia 11 quando sua presidente, Clau Camargo, […]

Itaquá abre ‘Upinha’ para atender casos de gripe e dengue com mais agilidade

Os moradores de Itaquaquecetuba que apresentarem sintomas de gripe e dengue já podem procurar atendimento especializado na Upinha, o hospital […]

Assembleia de Deus Ministério Sansei comemora 7 anos

Com o propósito de espalhar o evangelho, nos dias 14, 15 e 16 de outubro, a Assembleia de Deus Ministério […]

Dia Mundial do Câncer, uma data para refletir como hábitos saudáveis e a prevenção podem salvar vidas

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima que das 7,6 milhões de mortes que ocorrem anualmente no mundo, mais de […]