Projeto “Trânsito e Cidadania” realizou apresentações de peça infantil em São Bernardo do Campo e Arujá

Apresentações foram realizadas com o intuito de promover educação sobre boas práticas nas ruas

As crianças das instituições de São Bernardo do Campo e Arujá puderam participar, nos dias 22 de maio, 3 e 4 de junho, de apresentações da peça infantil “Trânsito e Cidadania”.
Em São Bernardo do Campo/SP foram realizadas 6 ações, já em Arujá/SP, foram 4 ações. Ao todo, 600 crianças participaram.
O programa “Trânsito e Cidadania” incluiu apresentações teatrais, com inserções cênicas. Todas as iniciativas foram gratuitas, voltadas para crianças. O espetáculo foi instrutivo e participativo, abordando aprimoramentos no tráfego e na qualidade de vida dos moradores em localidades de diversos tamanhos, com a participação ativa dos futuros cidadãos.
Os propósitos do programa envolveram o desenvolvimento de atividades recreativas, que facilitaram a absorção dos conteúdos abordados, bem como a democratização cultural por meio das artes dramáticas. Além disso, teve o intuito de promover debates sobre o assunto, que era o trânsito.
O espetáculo envolveu interações entre os atores e o público, sendo assim, as crianças foram convidadas a se envolverem na atuação. No começo da apresentação, foram discutidos detalhes sobre os sinais de trânsito e as regras de direção, educação, etiqueta na via pública, uso adequado das faixas de pedestres e passagens, juntamente com outras sugestões para garantir a segurança.
Em colaboração com os atores, as crianças configuraram o cenário, montando uma cidade com todas as melhorias necessárias. Uma equipe de monitores esteve presente para orientar as crianças, embora elas mantivessem sua independência.
Na sequência, as crianças representaram uma simulação de uma cidade em movimento. Os atores assumiram os papéis de agentes de tráfego, semáforos, pedestres, idosos, pessoas com deficiência visual, motoristas e outros elementos comuns no cotidiano urbano.
O projeto contou com intérpretes de Libras e teve monitor para auxiliar o público no espaço, orientando os participantes com deficiências físicas, visuais ou que apresentam espectros, síndromes ou doenças que gerem limitações.
O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, apresenta o projeto “Trânsito e Cidadania” com patrocínio da empresa Mahle, produção da Faço Arth Produções e Apoio Komedi Projetos, Secretaria de Cultura e Juventude de São Bernardo do Campo e a Secretaria da Cultura de Arujá.
De acordo com o Departamento de Recursos Humanos da MAHLE, a responsabilidade social está integrada à atuação da MAHLE. Os projetos sociais que a empresa apoia são fundamentais para proporcionar mais qualidade de vida às crianças, sejam elas pela educação, pelo esporte ou pela qualidade de vida. Com alegria, a MAHLE apoia o projeto “Trânsito e Cidadania”, garantindo o acesso das crianças a atividades criativas e educativas, além de valorizar e incentivar o conhecimento através dessas ações.

Instituições que receberam as estruturas e oficinas:
Ginásio Habib Tannuri e Ginásio de Esportes Edmilson Damião Pazzini.
Sobre a MAHLE: A MAHLE é uma parceira internacional de desenvolvimento e fornecedora para a indústria automotiva. Fundada em 1920, o grupo está empenhado na mobilidade neutra em termos climáticos do amanhã, com enfoque nas áreas estratégicas da eletrificação e gerenciamento térmico, bem como em novas tecnologias para reduzir as emissões de CO2 do motor a combustão. Atualmente, um em cada dois veículos globalmente está equipado com componentes da MAHLE.
Sobre o PROAC: O ProAC ICMS é a modalidade do programa de fomento paulista que funciona por meio de patrocínios incentivados e renúncia fiscal. Para ter acesso aos recursos disponíveis, os artistas, grupos ou produtores devem submeter seus projetos à análise de uma comissão especializada, que avalia requisitos como relevância artística e adequação da proposta orçamentária.
Com o projeto aprovado, o proponente pode solicitar patrocínio a empresas sediadas em São Paulo. Estas, por sua vez, recebem descontos no imposto devido, como forma de estímulo ao patrocínio. Qualquer empresa pode ser patrocinadora via ProAC ICMS, bastando ser contribuinte deste imposto e estar em dia com suas obrigações fiscais.
A fim de garantir uma ampla distribuição dos recursos disponíveis, a legislação do ProAC ICMS estabelece limites máximos de captação para cada tipo de projeto, além de limitar também a quantidade de projetos por proponente. Para as empresas há, ainda, um limite máximo de valor a ser patrocinado, que varia percentualmente segundo o volume de impostos a recolher.

Compartilhar

Mais notícias

Itaquá anuncia três obras de infraestrutura que somam R$ 24,6 milhões

A semana começou com grandes novidades em Itaquaquecetuba. A Prefeitura de Itaquaquecetuba, por meio da Secretaria de Obras e em […]

Inscrições para vagas remanescentes da Etec de Arujá terminam na próxima semana

Encerram-se na próxima terça-feira (20), as inscrições para o processo seletivo de vagas remanescentes nos cursos técnicos de Administração e […]

Sessões Ordinárias retornam na próxima segunda

Com o fim do recesso parlamentar – conforme parágrafo único, art. 2ª, do Regimento Interno da Câmara – os vereadores […]

Arujá assina termo de cooperação com a Receita Federal para implantação do PAV

Na última terça-feira (28), a Prefeitura de Arujá sediou mais um marco rumo ao desenvolvimento da cidade. O prefeito Luis […]