Alto Tietê terá Plano Regional de Drenagem

No Dia do Rio Tietê, um dos principais cursos d’água de São Paulo, o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê – CONDEMAT teve a aprovação de um importante projeto para apoiar a gestão de recursos hídricos e combater as enchentes. Na úlitma sexta-feira (22), o Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê (CBH-AT), que reúne 36 cidades, habilitou o Plano Diretor Regional de Drenagem para financiamento pelo Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). O estudo vai abranger as nove cidades do consórcio localizadas na sub-bacia Cabeceiras, que são Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano.

O Plano Regional de Drenagem demandará um investimento de R$ 7,8 milhões e será 100% financiado pelo Fehidro, com recursos da cobrança pelo uso da água. A proposta é resultado da articulação dos municípios, CONDEMAT e Departamento de Águas e Energia Elétrica (Daee), que desde o início do ano estão atuando de forma conjunta em ações e projetos para minimizar os impactos das cheias do Rio Tietê na região. A cerimônia de anúncio dos empreendimentos vencedores contou com a participação da secretária de Estado de Meio Ambiente, Infraestrutura e Logística (SEMIL), Natália Resende; a superintendente do Daee, Mara Ramos; e o presidente da Cetesb, Thomaz Toledo.
“A questão da drenagem para um território como o nosso, que é conurbado, precisa ser pensada de maneira intermunicipal, pois as intervenções adotadas em um município têm reflexos nos demais. Portanto, o Plano Regional será uma ferramenta essencial para definir as obras e ações necessárias para combater as enchentes no âmbito do Alto Tietê Cabeceiras, assim como a captação de investimentos para execução das propostas”, ressaltou o presidente do CONDEMAT, Caio Cunha, prefeito de Mogi das Cruzes, ao acrescentar que o estudo dará subsídios também para nortear as políticas ambientais dos municípios no que diz respeito aos licenciamentos e as ações para conter as áreas de risco e minimizar os reflexos das mudanças climáticas.
De acordo com a secretária da SEMIL, o Alto Tietê tem recebido atenção do programa Integra Tietê que prevê a realização de projetos de curto, médio e longo prazo para o Estado e conta com a participação dos comitês de bacia. “Nesse primeiro momento focamos muito no Alto Tietê em três medidas principais que nos comprometemos a fazer até 2026. A primeira é o desassoreamento do Tietê com a retirada de cerca de 14 milhões de metros cúbicos de resíduos. A segunda é a promoção de 1,5 milhão de novas ligações de domicílios que garante mais saneamento e disponibilidade hídrica, pois falamos de redução da poluição. Por fim, faremos a adoção de um novo indicador por parte da Cetesb que medirá a qualidade da água do Tietê em tempo real, são 12 pontos que chegarão a 30”, reforçou.
Durante a plenária realizada na Barragem da Ponte Nova, em Salesópolis, o CBH-AT indicou 17 projetos para contratação junto ao Fehidro neste ano, os quais somam mais de R$ 78 milhões. Desse total, mais de R$ 67 milhões – ou 85% – serão aportados na região, em projetos do CONDEMAT e das prefeituras de Guarulhos, Itaquaquecetuba, Mairiporã, Salesópolis e Suzano.
“Nossa região tem promovido um trabalho muito estreito com o DAEE na busca de soluções conjuntas na área de drenagem e manejo das águas pluviais, principalmente para equacionar as enchentes que geram muitos transtornos à população. O anúncio de hoje coroa essa parceria e nos dá fôlego para continuarmos nesse caminho”, destacou o presidente do CBH-AT e coordenador do Fórum Paulista de Comitês de Bacia, Vanderlon Gomes, prefeito de Salesópolis, ao lado dos prefeitos do CONDEMAT Luís Camargo, de Arujá; Inho Taino, de Biritiba Mirim; Eduardo Boigues, de Itaquaquecetuba; Aladim, de Mairiporã; e Rodrigo Ashiuchi, de Suzano; além do deputado estadual Eduardo Nóbrega.
A superintendente do DAEE, Mara Ramos, analisou a importância dos recursos arrecadados por meio da cobrança pelo uso da água na região retornarem para a bacia, por meio da aprovação dos empreendimentos e também a parceria firmada com o CONDEMAT. “O Daee tem um esforço conjunto com o CONDEMAT. Hoje o CBH-AT aprovou investimentos para que sejam feitos planos de macro e microdrenagem dos municípios que são fundamentais para orientar as ações que serão feitas para eliminar os pontos críticos de assoreamento e onde há problemas de escoamento de água. Por isso, é essencial essa visão conjunta e o planejamento”, disse.
Na lista de projetos indicados pelo CBH-AT para a região estão o Plano Diretor de Manejo de Águas Pluviais de Guarulhos (R$ 7,9 milhões); Plano Diretor de Manejo de Águas Pluviais de Itaquaquecetuba (R$ 7,4 milhões); Obras de Infraestrutura Urbana – Instalação de Aduelas de Mairiporã (R$ 12 milhões); Ampliação do Sistema de Coleta Seletiva (R$ 2,5 milhões), Obra de Recuperação do Córrego Fartura (R$ 1,6 milhões) e Obra de Recuperação do Córrego das Antas (R$ 1 milhão) de Salesópolis; e a Atualização do Projeto Executivo e Execução da Obra do Reservatório de Controle de Cheias do Rio Una (R$ 17,1 milhões) e os Projetos Básico e Executivo do Sistema de Controle de Inundações nos Bairros Parque Maria Helena e Vila Maluf (R$ 6,5 milhões) de Suzano. Nesses projetos, os municípios aportarão contrapartida de cerca de 10%.
Durante a visita a Salesópolis, que abriga a nascente do Rio Tietê, foi assinada, ainda, a Ordem de Serviço para as obras de Revitalização e Paisagismo das margens do manancial.

Capacitação 

Além do Plano Regional de Drenagem, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê indicou ao Fehidro a liberação do repasse de R$ 499,9 mil ao CONDEMAT para a Capacitação da População Rural em Boas Práticas Agrícolas e Técnicas de Irrigação. A iniciativa complementa os estudos da disponibilidade hídrica subterrânea nas áreas de produção rural que estão atualmente em execução pelo consórcio, fruto de um investimento de R$ 1,5 milhão do fundo estadual.
“Todos os projetos não têm contrapartida, resultado de uma articulação feita pelo CONDEMAT junto ao Comitê há alguns anos e que beneficia todos os consórcios. Isso possibilita o avanço no planejamento regional”, destacou a coordenadora adjunta da Câmara Técnica de Gestão Ambiental do CONDEMAT, Solange Wuo, diretora de Meio Ambiente de Suzano.
Nesta segunda chamada do Fehidro 2023 foram indicados também o projeto do Consórcio Intermunicipal da Região Sudoeste da Grande São Paulo (Conisud) para Identificação de Áreas para Implantação de Novas Unidades de Conservação, no valor de R$ 1,6 milhão, e do Consórcio Intermunicipal Grande ABC para Revisão do Plano Regional de Macro e Microdrenagem, orçado em R$ 3,1 milhões.
Os projetos indicados agora serão direcionados para o agente técnico e a expectativa é de que a liberação dos recursos seja ainda neste ano.
Na primeira chamada do Fehidro 2023, realizada em maio, a região foi beneficiada com a aprovação de dois empreendimentos, um do Serviço Municipal de Águas e Esgotos (Semae) de Mogi das Cruzes para Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário no Núcleo Urbano Isolado Nove de Julho, no valor de R$ 12.865.495,80 e outro da cidade de Mairiporã, que conquistou R$ 1.316.881,68 para Substituição de Fossas e Métodos Impróprios de Esgotamento Sanitário por Unidades de Saneamento Individual no Núcleo Isolado Pirucaia, com Devida Capacitação de Usuários.

Compartilhar

Mais notícias

Plenário fará leitura de projeto que trata do Orçamento Municipal de 2023

O projeto de Lei nº 99/2022, que trata do Orçamento de Arujá para 2023, será lido na Sessão Ordinária da […]

Para 2024 orçamento de Arujá deve superar R$ 600 milhões

O orçamento de Arujá vai ultrapassar os R$ 600 milhões em 2024. A informação consta do projeto de Lei nº […]

Segurança Pública: Legislativo apresenta emenda para criação da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU)

A criação da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) foi incluída como prioridade entre as ações da Secretaria Municipal de Segurança Pública. […]

Com emenda de Lucena, GCMA agora conta com viatura “Maria da Penha”

A Guarda Civil Municipal de Arujá (GCMA) agora vai contar com uma viatura específica para realizar a “Patrulha Maria da […]