Arujaense Everton Ribeiro é escalado para Copa do Mundo no Catar

O técnico Tite anunciou ontem (07), na sede da CBF, no Rio de Janeiro, os 26 jogadores que vão defender a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2022. E, dentre os selecionados está o jogador, Éverton Augusto de Barros Ribeiro, mais conhecido como Éverton Ribeiro.
O atleta, que é nascido em Arujá, mas, foi criado em Santa Isabel e é isabelense de coração.
A trajetória de Éverton Ribeiro no esporte teve início aos três anos de idade, quando ele começou a praticar judô. O futebol só apareceria em sua vida dois anos mais tarde. O período nos tatames rendeu até um título paulista de uma categoria infantil. Éverton deu seus primeiros passos no futebol aos 5 anos de idade, atuando numa escolinha do Santa Isabel Futebol Clube.
Ainda aos nove anos, um amigo de seu pai, Amadeu Ribeiro, levou Éverton para fazer uma peneira para o time de futebol de salão da Portuguesa, onde foi aprovado logo no primeiro dia de testes. Ao final de seu primeiro campeonato com a camisa da Lusa, o meia ganhou a chuteira de ouro como melhor jogador e revelação do torneio.
Por conta desse desempenho, ele foi convidado a ir para o time de campo da Lusa.
Dois anos depois, o pai de Éverton, Amadeu, recebeu um telefonema convidando seu filho para representar o Corinthians em um torneio na cidade de Votorantim, no interior do estado.

Corinthians
Chegou ao Corinthians em 2001, aos 12 anos. Na época como lateral-esquerdo, Everton foi um dos destaques da equipe na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2007. Muito ágil e habilidoso, o jovem jogador chamou a atenção com seus dribles velozes e chutes precisos de fora da área, características que lhe garantiram uma vaga no elenco do Corinthians com Paulo César Carpegiani, que o promoveu para a equipe profissional. Éverton fez a sua estreia em 7 de abril de 2007 em uma partida contra o América de Rio Preto.
Sem muitas oportunidades no Corinthians, clube onde atuou durante a base, foi negociado com o Coritiba encerrando sua passagem no Timão com apenas 18 jogos e nenhum gol.

São Caetano
Sem muitas chances em 2008, foi emprestado ao São Caetano, no dia 21 de julho de 2008, até o fim do ano. Quando chegou ao Azulão, inicialmente Éverton atuou como lateral-esquerdo. Na ocasião, o time era comandado pelo técnico Sérgio Soares. Com a queda de Sérgio na Série B do Brasileiro e a contratação de Antonio Carlos, começou a atuar como meia. Mesmo com as sucessivas trocas de técnicos, seguiu atuando no meio campo e se destacou.
No início de 2009, após o fim do seu contrato de empréstimo, o São Caetano prolongou por mais um ano, dessa vez, até o final de 2009. No dia 25 de dezembro de 2009, após o contrato de Éverton Ribeiro ter encerrado no dia 30 de novembro, a diretoria do São Caetano acertou a renovação com o meia até o final de 2010. Esse foi o segundo prolongamento do empréstimo.

Coritiba
Em 22 de fevereiro de 2011 confirmou sua transferência para o Coritiba por um valor próximo à R$ 1,5 milhões, assinando um contrato de três anos com o clube paranaense. Marcou seu primeiro gol pelo Coritiba no jogo contra o Atlético Goianiense, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil, no dia 30 de março de 2011. O Coxa venceu o jogo por 3×1.
Em 2012, viveu grande fase, tendo marcado 9 gols na temporada pelo Coritiba (incluindo 2 gols em 2 Atletibas e o gol que classificou o Coxa à final da Copa do Brasil), sendo o vice-artilheiro do time (atrás do Emerson, que fez 10 gols) e justificando sua contratação depois de um ano no clube. Em 13 de maio de 2012, fez o gol do título do Campeonato Paranaense de 2012 ao converter a última cobrança de pênalti do Coritiba e na semifinal da Copa do Brasil de 2012 contra o São Paulo, marcou um importantíssimo gol de cabeça, apesar da baixa estatura, que garantiu o Coxa pela segunda vez consecutiva na final da Copa do Brasil[22].

Cruzeiro
Uma das principais contratações para 2013 do Cruzeiro, clube responsável por desembolsar aproximadamente R$4 milhões para contratá-lo, Éverton foi, junto com Dagoberto, outra nova estrela da companhia, apresentado com festa no CT do clube. Festa esta que contou com cerca de 1500 torcedores. O jogador se disse “muito feliz” pela calorosa recepção. Sua estreia pela equipe foi no dia 27 de janeiro em um amistoso contra o Mamoré, vencido pelo Cruzeiro por 4 a 1, onde o jogador teve boa atuação. Já a primeira partida oficial foi no dia 3 de fevereiro, no clássico contra o Atlético Mineiro, em jogo válido pelo Campeonato Mineiro
No dia 21 de agosto, na vitória do Cruzeiro sobre o Flamengo por 2 a 1, em partida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, realizada no estádio Governador Magalhães Pinto, Éverton marcou um belíssimo gol (o segundo da equipe na partida), logo após aplicar um “chapéu” no marcador adversário dentro da área e finalizar, sem deixar a bola cair tocar no chão, com um voleio sem pulo no ângulo. O gol ganhou repercussão internacional, sendo classificado pelo portal da FIFA como “o lance mais bonito da noite!”. A plasticidade deste lance motivou a diretoria do Cruzeiro a criar uma placa – que foi a primeira a ser colocada no novo Mineirão – para eternizar o lance.
No dia 13 de novembro, Éverton sagrou-se campeão brasileiro com o Cruzeiro, com quatro rodadas de antecedência, na partida contra o Vitória, vencida pela equipe mineira por 3 a 1. Após o título, no dia 9 de dezembro, o jogador foi premiado com a Bola de Ouro de melhor jogador do Campeonato Brasileiro de 2013, sendo também o líder de assistências da competição.
No primeiro semestre, o jogador participou da conquista do Campeonato Mineiro de forma invicta. O meia-atacante foi o jogador com mais dribles no decorrer do torneio, 19 no total.
No dia 23 de novembro, sagrou-se novamente campeão brasileiro, feito único até então ao ganhar dois títulos nacionais consecutivos no clube, após a vitória do Cruzeiro sobre o Goiás por 2 a 1, com duas rodadas de antecedência. No dia 1 de dezembro, foi eleito por jornalistas esportivos o melhor jogador da competição, vencendo o Prêmio Craque do Brasileirão pela segunda vez consecutiva. O jogador foi também apontado como principal jogador em votação realizada entre atletas que disputaram a competição. O meia disputou 31 partidas, fez 6 gols e teve participação direta em 25% dos 67 gols da equipe mineira.
Iniciou a pré-temporada de 2015 no clube, e estava relacionado para jogar a partida amistosa contra o Shakhtar Donetsk em 25 de janeiro. Porém, foi poupado pois o Cruzeiro o negociava com outro clube.
Éverton Ribeiro assinou contrato com o Al Ahli, dos Emirados Árabes encerrando sua passagem pelo Cruzeiro onde em dois anos conquistou dois títulos do Campeonato Brasileiro e um Campeonato Mineiro, foi eleito craque do Brasileirão pela CBF em 2013 e 2014, além de ter vencido o prêmio Bola de Ouro da Revista Placar/ESPN, em 2013. O meia disputou 116 jogos com a camisa celeste, marcou 24 gols e deu 36 assistências.

Al-Ahli
Em 1 de fevereiro de 2015 assinou contrato com o Al-Ahli dos Emirados Árabes Unidos por quatro temporadas. Estreou no dia 4 de fevereiro de 2015, contra o Al Sharjah, onde, saiu do banco de reservas e marcou seu primeiro gol aos 21 minutos do 2º tempo, sua equipe venceu por 2 a 0.
No dia 27 de março ganha seu primeiro troféu pelo Al-Ahli, a Supercopa dos Emirados-Árabes. O título veio após a vitória do seu time sobre o Al-Ain por 1 a 0.
Éverton Ribeiro ganhou cinco títulos, fez 26 gols, e disputou 103 partidas e participou em 51 gols. Assim foi sua passagem pelo time dos Emirados Árabes.

Flamengo
O jogador chegou ao Brasil depois de rescindir com o Al-Ahli, dos Emirados Árabes, e assina contrato de quatro anos, por cerca de 6 milhões de euros ou R$ 22 milhões por 100% dos direitos econômicos do atleta. O dirigente do Flamengo foi até a cidade de São Paulo, onde Éverton desembarcou para acertar os últimos detalhes de documentação junto ao estafe do jogador.

2017
Em sua estréia pelo Flamengo, deu a assistência para o gol da vitória marcado por Berrio, contra o Bahia, pelo campeonato brasileiro, por 1–0. Nos dois jogos seguintes do brasileirão mais duas assistências: para Diego Ribas fazer o segundo da vitória por 2–0 sobre o São Paulo, pela 11° rodada do brasileirão 2017 e para Éverton Cardoso marcar o único gol na vitória por 1–0 sobre o Vasco, pela 12° do Brasileirão. Marcou seu primeiro gol com a camisa do Flamengo na vitória por 5–2 sobre o Palestino, pelo jogo de ida da 2° eliminatória da Sul-americana.

2018
No dia 25 de novembro de 2018, fez um belíssimo gol contra o Cruzeiro, após passar a bola debaixo das pernas do adversário e chutar, quase sem ângulo, para vencer o goleiro Fábio. Este gol foi no mesmo Mineirão, e na mesma baliza, que 5 anos antes, eternizou um gol seu, contra o Flamengo, com uma placa. Este gol foi eleito o mais bonito do Brasileirão de 2018 pelo site GloboEsporte.com.

2019
Foi em 2019 que Éverton viveu seu melhor ano pelo Flamengo. Sob o comando do treinador Abel Braga,venceu o Campeonato Carioca e foi eleito o craque do torneio. Com a saída de Abel e chegada do português Jorge Jesus, o time deu um salto de qualidade. Após 38 anos, o Flamengo se sagrou campeão da Copa Libertadores da América, batendo rivais tradicionais como o Internacional nas quartas-de-final, o Grêmio nas semifinais (com direito a um avassalador 5-0 no segundo jogo, no Maracanã) e o argentino River Plate, a 23 de novembro de 2019, vencida pelo Rubro-negro por 2–1. Além do título continental, Éverton e seus companheiros também venceram o Campeonato Brasileiro, batendo, até então, o recorde de pontos de um campeão no formato de pontos corridos com 20 times.

2020
Iniciou 2020 vencendo a Supercopa do Brasil batendo o Athletico Paranaense por 3-0 no Mané Garrincha, em Brasília. Conquistou também a Recopa Sul-Americana e o Campeonato Carioca, sendo os três no 1° semestre do ano. Futuramente, conquistou o bicampeonato brasileiro pelo Flamengo, sendo esse seu 4° título brasileiro na carreira.

2021
Em 29 de julho, deu uma assistência para Gabriel Barbosa fazer o 2° da goleada de 6 a 0 sobre o ABC, no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil. Na partida seguinte, fez seu 1° gol na temporada na vitória de 3 a 1 sobre o Corinthians em jogo da 14a rodada do Brasileiro, em 1 de agosto.
Em 23 de setembro, na vitória de 2–0 sobre o Barcelona de Guayaquil nas semifinais da Libertadores, Éverton se tornou o 2º jogador com mais jogos pelo Flamengo na competição, com 36, empatando com Léo Moura e ficando atrás apenas de Júnior, que tem 48 partidas. No jogo de volta da Libertadores, deu duas assistências para os dois gols do Flamengo na vitória 2–0, ambos feitos por Bruno Henrique.

2022
Em 16 de fevereiro, fez o primeiro gol na vitória de 2–1 sobre o Madureira, na 7ª rodada do Campeonato Carioca. Em 12 de abril, foi decisivo ao fazer dois gols na vitória de 3–1 sobre o Talleres, na segunda rodada da fase de grupos da Libertadores, ambos com assistências de Bruno Henrique. Éverton marcou novamente na Libertadores no jogo contra a Universidad Católica que terminou em 3 a 0 para o rubro negro.
O meia fez também o único gol rubro-negro na derrota de 2 a 1 contra o Fortaleza. Agora já sob o comando do técnico Dorival Júnior, fez o terceiro gol da goleada do Flamengo contra o Juventude por 4 a 0 no Estádio Mané Garrincha.

Compartilhar

Mais notícias

Funcionária da rede municipal de ensino é morta a facadas pelo ex-marido

Por não aceitar o fim da relação, o ex-marido de uma funcionária da rede municipal de ensino de Arujá, Noeli […]

Abertas as inscrições para castração de cães

Você já pode agendar a castração do seu cãozinho! Basta fazer o cadastro do pet no site da Prefeitura de […]

Prefeitura de Arujá entregou uma das escolas municipais mais modernas do Brasil

No sábado (20), a Prefeitura de Arujá entregou uma das escolas municipais mais modernas do Brasil, localizada na Alameda dos […]

Documentário produzido por jovem de Arujá vence festival internacional “MegaCities ShortDocs”

O documentário “O cinema que veio ao sol”, que foi produzido por jovens estudantes de Cinema e Audiovisual na ESPM, […]