Juíza nega pedido de prisão preventiva de Gabriel dos Santos

Magistrada também indeferiu detenção de servidor público da Câmara

A juíza Priscila Devechi Ferraz Maia da 5ª Vara Criminal de Guarulhos negou o pedido de prisão preventiva requerido pelo Ministério Público contra o vereador Gabriel dos Santos e o servidor público Jesus Cristian Ermendel dos Reis, ambos da Câmara Municipal de Arujá, no âmbito da Operação Munditia, deflagrada em 16/4.
Na decisão, proferida ontem (25), a magistrada afirmou, em resumo, não vislumbrar justificativa para a medida.
Gabriel, por sua vez, antes mesmo da decisão judicial, já havia solicitado seu afastamento da Presidência pelo período inicial de 90 dias. O pedido, endereçado ao gabinete do Vice-Presidente, foi acatado e lido em Sessão Extraordinária realizada na manhã de sexta-feira (26/4). Diante disso, assume a presidência o atual vice-presidente Luiz Fernando Alves de Almeida (PSD).
Gabriel continuará em suas funções como vereador. Na justificativa ao pedido de afastamento, ele afirma que tomou a decisão para que “não se cogite qualquer possibilidade de interferência na investigação”.

Compartilhar

Mais notícias

Arujaense Everton Ribeiro é escalado para Copa do Mundo no Catar

O técnico Tite anunciou ontem (07), na sede da CBF, no Rio de Janeiro, os 26 jogadores que vão defender […]

Prefeitura de Arujá realiza neste sábado (09) o 5º mutirão de castração

Neste sábado (09), a Prefeitura de Arujá realizará o 5º Mutirão de Castração. Desta vez, a irá acontecer em frente […]

CREA-SP pode ter primeira mulher eleita na presidência; profissionais de Arujá podem decidir pleito

Na próxima sexta-feira (17) marcará a eleição para a diretoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de […]

Arujá mantém superávit mas arrecadação cai 1,8% no 2º quadrimestre de 2023

Arujá manteve superávit financeiro em suas contas, mas registrou queda de 1,8% na arrecadação durante o 2º quadrimestre de 2023 […]